LIXO É LUXO!


Resgate de tecidos descartados traz O Badulaque para a vanguarda das tendências mundiais da economia sustentável e do consumo consciente

Philip Kotler, o mestre do Marketing moderno, cantou a pedra em seu mais novo best seller Marketing 3.0: o momento é de compreender o espírito do consumidor. A internet chegou com tudo, unindo as tribos, derrubando as mentiras que algumas empresas contavam para vender produtos e as publicidades combativas que tentavam nos empurrar qualquer coisa goela abaixo visando apenas lucros. As pessoas hoje não buscam apenas consumir objetos mas experiências reais.

Quando compra, o usuário espera comprar de empresas que compartilham seus valores e princípios. Sustentabilidade é um valor que precisa ser defendido por toda empresa comprometida com a construção de uma realidade mais saudável e socialmente responsável. Marcas como O Badulaque que assumem papel coletivo, se preocupando com os caminhos e a origem de seus produtos, não apenas vendem mas criam um relacionamento com seus clientes. Formam uma grande família. Disseminam uma nova cultura.

A reciclagem inicialmente nasceu como uma estratégia de planejamento na economia criativa da idealização da marca. Como comprar retalhos era incomparavelmente menos oneroso do que comprar os tecidos por metro, o Badulaque optou por resgatar os recortes que seriam descartados, se despertando ainda para uma saída criativa: confeccionando com poucos pedaços de cada tecido as peças são únicas.

Muito jovem, a marca ainda não experimentava a densidade de seus valores. Hoje, ainda muito jovem, mas após alguma experiência, tenta investir em programas teóricos para maior entendimento sobre o tema, agora estudando Eco Design, pela Design ao Vivo em Curitiba, a estilista que assina a etiqueta abraça a sustentabilidade como a essência do Badulaque.

"Acreditamos que somos todos um! Então temos que pensar em todos os ciclos que englobam a criação de um projeto. Quando plantamos uma semente desejamos que seus frutos sejam saudáveis e lindos mas isso demanda tempo, carinho, estudo do cultivo, empatia com a terra. Com uma marca é da mesma forma. Se um dos nossos lemas é espalhar amor por aí, como não pensar no outro, no planeta, em todo o ciclo? Tudo precisa estar em sintonia, com amor, cuidado e respeito", traduz a designer Pahola Abadio.

Ser um negócio social é reverter o lucro em benefício coletivo. É criar a cultura da economia circular e da consciência comum. É querer o bem para o próprio empreendimento mas para o todo em proporção equilibrada e justa. É querer crescer mas com isto elevar todo o entorno, seja ele o planeta, os colaboradores envolvidos ou os consumidores da marca.

Para entender melhor esse ciclo assistam esse vídeo:

O negócio cresce, o consumidor fica feliz sem culpa e a natureza agradece. A indústria de tecidos é uma das que mais gasta água no planeta azul, que apesar da cor e de dispor de 1,4 bilhão de quilômetros cúbicos de água, quantidade inimaginável, apenas 0,02% é potável para bebermos, usarmos na agricultura e na pecuária. Para produzir uma calça jeans, gasta-se 11 mil litros de água. Nos últimos anos, grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro têm sofrido sérios problemas de racionamento de água. Preocupante, se pensarmos que o Brasil é a maior reserva de água doce do mundo.

Enquanto pessoas comuns, empresas e sociedade em geral não assumirem o problema para si e resolverem fazer algo a respeito, o planeta caminha para o caos e a solução fica cada dia mais distante. O dia é hoje e o momento é agora. Faça o que está ao seu alcance. Não aceite mais lixo no chão. Não deixe de separar o seu. Escolha as empresas que se preocupam com a coletividade. Alimentos orgânicos. Ensine seus filhos, seus pais, crie a cultura da educação ambiental no seu círculo. Pode parecer pouco. Mas unindo vários poucos, se faz muito! Abrace seu planeta e sinta ele te abraçar de volta. Compartilhe esta ideia. Não deixe de comentar e nos dizer qual a sua opinião sobre isto. Lembre-se: Somos todos um! Sua felicidade é nossa felicidade. Nos conte tudo!

com informações de G1 e Uol


LEIA TAMBÉM:

Agende o seu horário para visitar nosso atelie! :)

Acompanhe a gente:

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Badulaque | 24.507.267/0001-38

Goiânia - GO

Contato@obadulaque.com.br